segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

ABORDAGEM À TRAGÉDIA GREGA

Paralelamente ao espectáculo REI ÉDIPO, em cena na Sala Garrett do TNDM II, realizamos duas sessões de demonstração dos nossos métodos de trabalho, tendo como ponto de partida a tragédia grega e o sentido do trágico.

Amanhã, dia 23, Jorge Silva Melo refaz o ensaio aberto que criou na Fundação Gulbenkian em 2003. No Salão Nobre do TNDMII às 19h00.

A chegada de Agamémnon na "Oresteia", de Ésquilo.
Ensaio dirigido por Jorge Silva Melo e actores convidados.
Tradução Manuel Silva Pulquério (edições 70)

Dirigida a Profissionais, docentes e alunos de Artes Cénicas; Público em geral.

RELER OS GREGOS
a 2 de Março, na Sala Garrett às 19h00

Uma introdução ao trágico pelo professor Dr. José Pedro Serra

Reler os tragediógrafos gregos, ÉSQUILO, SÓFOCLES E EURÍPEDES, significa, então, não apenas regressar ao momento histórico em que a cosmovisão trágica foi esculpida, mas, mais importante, retomar e habitar perguntas que ainda nos envolvem decisivamente nos dizem. Neste olhar para o trágico dirigido encontram-se palavras antigas e perplexidades modernas, ecos em que os tempos se misturam.

Ambas as sessões são de Entrada Livre.

Sem comentários:

Publicar um comentário