segunda-feira, 20 de maio de 2019

Esta semana, no Teatro da Politécnica, a 33 Ânimos apresenta CORPO FUTURO de Ricardo Cabaça. Hoje, na Biblioteca da INCM, Jorge Silva Melo e Luís Lucas lêem Pedro Tamen. E continuam as sessões de EM VOZ ALTA. A 25 de Maio na Casa Sommer, em Cascais e a 30 de Maio na Casa da Cultura de Setúbal. O livro A MESA ESTÁ POSTA de Jorge Silva Melo é lançado a 23 de Maio em Leiria na Livraria Arquivo e a 24 de Maio na Casa da Avenida, em Setúbal.



CORPO FUTURO de Ricardo Cabaça Com Érica Rodrigues e Mário Oliveira Música Mário Oliveira Luz Carolina Caramelo Vídeo e fotografia João Pedro Barriga Encenação Ricardo Cabaça Produção 33 Ânimos

No Teatro da Politécnica de 23 a 25 de Maio
5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Corpo Futuro é uma interpretação da História de Arte para perceber a forma como a mulher foi representada na arte, desde a sua origem até hoje. Na maioria das aparições a sua importância não ultrapassou a figura de musa, sendo retratada sempre pelos homens: perfeita, bela e submissa. Este espectáculo reflecte sobre alguns dos ícones femininos da literatura universal, como Penélope, na procura de respostas alternativas às suas acções.



A VOZ DOS POETAS
leituras de poesia portuguesa pelos Artistas Unidos

Na Biblioteca da Imprensa Nacional (Rua da Escola Politécnica) vamos ler poesias de alguns poetas editados pela INCM. Porque gostamos de dar a voz aos poetas, voz alta. 


Na Biblioteca da Imprensa Nacional, às 18h30:
2ª feira, 20 de Maio – Pedro Tamen por Jorge Silva Melo e Luís Lucas.




EM VOZ ALTA
os nossos poetas
leituras de poesia portuguesa pelos Artistas Unidos

Eu gosto de ler em voz alta, eu gosto de ouvir poesia lida pelos actores com quem trabalho, eu gosto de poesia lida para várias pessoas, eu gosto de leituras de poesia, ver gente, sentir gente à volta das palavras suspensas do poeta.

Em Cascais, na Casa Sommer, às 18h30:
Sábado, 25 de Maio - Mário Cesariny por Maria João Luís e Jorge Silva Melo.


Em Setúbal, na Casa da Cultura, às 21h30:
3ª feira, 30 de Maio - José Afonso por Lia GamaNuno Gonçalo Rodrigues e João Meireles.


Cotovia
Com a presença de Jorge Silva Melo

Em Leiria, na Livraria Arquivo a 23 de Maio, às 18h30

Em Setúbal, na Casa da Avenida a 24 de Maio, às 22h00

São textos dispersos, textos que escrevi, entrevistas, coisas que disse, cinquenta anos de viver e de andar a pensar e a fazer. É uma escolha, são textos díspares em que água mole foi batendo em pedra sempre dura, mas não está cá tudo, nem pensar, há textos perdidos, outros que ficaram de lado, outros que andam por outras recolhas*. São cinquenta anos insistentes, felizes, teimosos, sempre a defender, ó monotonia!, essa coisa mais linda que é viver entre palavras, palavras de outros, antigos, modernos, tantos. São textos recuperados, corrigidos, revistos, alguns inéditos, tanta coisa sobre Teatro, pois é, foi uma vida.

JSM, Dezembro de 2018

* Deixar a Vida, Cotovia, 2002 e Século Passado, Cotovia, 2008

Sem comentários:

Publicar um comentário