sexta-feira, 24 de março de 2017

2ª, 27 de Março, Dia Mundial do Teatro e sessão extra de A NOITE DA IGUANA no Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, que segue para o Cine-Teatro Louletano a 31 de Março. Na Antena 2, no programa Teatro Sem Fios, O DOIDO E A MORTE de Raúl Brandão, 2ª, 27 de Março às 21h00. E em breve JARDIM ZOOLÓGICO DE VIDRO de Tennessee Williams no Teatro Virgínia, em Torres Novas. Enquanto isso, no Teatro da Politécnica, últimos dias da BoCA. Até 1 de Abril a exposição TOLEDO de Tânia de Carvalho e está quase a chegar MEETING de Anthony Hamilton & Alisdair Macindoe. E a 14 de Abril estreia MARCHA INVENCÍVEL um espectáculo d’OS POSSESSOS.



A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Vídeo João Cachulo Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ


Em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite 25, 26 e 27 (SESSÃO EXTRA Dia Mundial do Teatro, às 21h30)
Bilhetes para a sessão de 27 de Março serão distribuídos no TMJB a partir das 17h00
(limite de 2 bilhetes por pessoa)
 
No Cine-Teatro Louletano a 31 de Março de 2017


HANNAH
 Fui ver a iguana.
SHANNON Foi? E o que achou?
Tennessee Williams, A Noite da Iguana
 
Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro. E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.
Fotografia © Jorge Gonçalves




O DOIDO E A MORTE de Raúl Brandão Com Américo SilvaJoão MeirelesVânia RodriguesTiago Matias Direcção João Meireles
Na Antena 2, Teatro Sem Fios, 27 de Março às 21h00

O Doido e a Morte conta a história da explosiva ameaça de morte que o Sr. Milhões leva dentro de uma caixa até ao gabinete do Governador Civil, Baltasar Moscoso. Refém de um doido, Baltasar verá as suas fraquezas expostas, sendo forçado a concordar com a crítica que o Sr. Milhões dirige a uma sociedade injusta.

Fotografia © Jorge Gonçalves



JARDIM ZOOLÓGICO DE VIDRO de Tennessee Williams Tradução José Miguel Silva Com Isabel Munoz CardosoJoão Pedro MamedeGuilherme Gomes e Vânia Rodrigues Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Encenação Jorge Silva Melo M14

Em Torres Novas, no Teatro Virgínia a 8 de Abril às 21h30
RESERVAS | 249 839 309


TOM Hoje em dia o mundo é atravessado por relâmpagos que o iluminam! Apaga as velas, Laura - e adeus...

Tennessee Williams
, Jardim Zoológico de Vidro

Derrotados, sim, abandonados, sem hipótese, deixados para trás, com a electricidade cortada e contas por pagar, vencidos: mas estes são os invencíveis, esses sonhadores que Tennessee Williams cantou.
Jorge Silva Melo

Fotografias © Jorge Gonçalves






BoCA - Biennial of Contemporary Arts 
TOLEDO de Tânia Carvalho

No Teatro da Politécnica de 17 de Março a 1 de Abril
3ª a 6ª das 17h00 | Sáb. das 15h00 até ao final do espectáculo


TOLEDO é uma exposição de desenhos da autoria de Tânia Carvalho, uma extensão do seu trabalho coreográfico pela representação de lugares da imaginação impossíveis de concretizar com bailarinos.

Fotografia © Rui Palma





MEETING de Anthony Hamilton & Alisdair Macindoe Coreografia, direção, performer Antony Hamilton Desenho e construção de instrumentos, compositor, performer Alisdair Macindoe Desenho de luz Bosco Shaw Figurinos Paula Levis Produção Freya Waterson Apoios Australian Council for the Arts, Embaixada da Austrália em Portugal, Artistas Unidos M12

No Teatro da Politécnica 6, 7 e 8 de Abril
5ª às 21h00 | 6ª e Sáb. às 19h00

Um recital fascinante composto por corpos e programação electrónica: num círculo constituído por 64 instrumentos robóticos de percussão, os australianos Anthony Hamilton e Alisdair Macindoe executam movimentos sincronizados, simétricos, minimais e coordenados. Combinando o corpo, o espaço e os robôs na criação de uma instalação sonora coreográfica dinâmica, Meeting é um estudo coreográfico reduzido ao essencial, num diálogo entre a coreografia compulsiva de Antony Hamilton com a experiência obsessiva de Alisdair Macindoe na criação de máquinas. Esta experimentação coreográfica, original, imprevisível e ousada, propõe um diálogo mecânico-humano e mágico, com o qual o coreógrafo Anthony Hamilton e o bailarino, compositor e programador Alisdair Macindoe apresentam pela primeira vez em Portugal o seu trabalho.



Fotografia © Gregory Lorenzutti




MARCHA INVENCÍVEL um espectáculo d'Os Possessos Com Ana Valente, Catarina Rôlo Salgueiro, Frederico Serpa, Inês Laranjeira, Isabel Costa, Mia Tomé, Miguel Cunha, Nádia Yracema, Nuno Gonçalo Rodrigues, Rafael Gomes e Vicente Wallenstein Música Inês Laranjeira, Marco Mendonça e Vicente Wallenstein Cenografia e Figurinos Gonçalo Quirino Luz Francis Seleck Colaboração Daniel Carvalho, Daniel Gamito Marques, Maria Jorge, Marco Mendonça, Leonor Buescu e Tiago Ferreira Texto e Encenação João Pedro Mamede

Em Coimbra, no Teatrão - Oficina Municipal do Teatro, 25 de Março às 21h30RESERVAS |  239 714 013 | 912 511 302 | reservas@oteatrao.com

No Teatro da Politécnica de 14 a 29 de Abril
3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Depois da chegada do estranho à Sala 34, este deve ser apresentado a Susana. Então o melhor a fazer será intensificar a influência sobre os seus sonhos, de modo a controlar a expectativa inerente ao beijo entre os dois. Na eventualidade de se materializar, de se perigarem os corpos, devemos evacuar imediatamente o Edifício. É esta a expressa opinião do Conselho de Sábios Desconhecidos, aguardando uma resposta sua, em nome de todo o Edifício, para avançar com a proposta de intervenção em anexo.
Um espectáculo d' Os Possessos (Rapsódia Batman, II - A Mentira) para uma idade sem nome e um tempo invencível, em que o sonho se torna insónia e despertar é desiludir-se.

Fotografia © Alípio Padilha 

segunda-feira, 20 de março de 2017

Continua a BoCA no Teatro da Politécnica com a exposição TOLEDO de Tânia Carvalho e em breve recebemos MEETING de Anthony Hamilton & Alisdair Macindoe. E já no próximo sábado estaremos com A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams no Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada. E atenção à data extra, 27 de Março. Também a 27 de Março a transmissão de O DOIDO E A MORTE de Raúl Brandão no Teatro Sem Fios, da Antena 2.


BoCA - Biennial of Contemporary Arts 
TOLEDO de Tânia Carvalho

No Teatro da Politécnica de 18 de Março a 1 de Abril
3ª a 6ª das 17h00 | Sáb. das 15h00 até ao final do espectáculo

TOLEDO é uma exposição de desenhos da autoria de Tânia Carvalho, uma extensão do seu trabalho coreográfico pela representação de lugares da imaginação impossíveis de concretizar com bailarinos.

Fotografia © Rui Palma


MEETING de Anthony Hamilton & Alisdair Macindoe Coreografia, direção, performer Antony Hamilton Desenho e construção de instrumentos, compositor, performer Alisdair Macindoe Desenho de luz Bosco Shaw Figurinos Paula Levis Produção Freya Waterson Apoios Australian Council for the Arts, Embaixada da Austrália em Portugal, Artistas Unidos M12

No Teatro da Politécnica 6, 7 e 8 de Abril
5ª às 21h00 | 6ª e Sáb. às 19h00

Um recital fascinante composto por corpos e programação electrónica: num círculo constituído por 64 instrumentos robóticos de percussão, os australianos Anthony Hamilton e Alisdair Macindoe executam movimentos sincronizados, simétricos, minimais e coordenados. Combinando o corpo, o espaço e os robôs na criação de uma instalação sonora coreográfica dinâmica, Meeting é um estudo coreográfico reduzido ao essencial, num diálogo entre a coreografia compulsiva de Antony Hamilton com a experiência obsessiva de Alisdair Macindoe na criação de máquinas. Esta experimentação coreográfica, original, imprevisível e ousada, propõe um diálogo mecânico-humano e mágico, com o qual o coreógrafo Anthony Hamilton e o bailarino, compositor e programador Alisdair Macindoe apresentam pela primeira vez em Portugal o seu trabalho.

Fotografia © Gregory Lorenzutti


A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Vídeo João Cachulo Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ


Em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite de 25 e 26 de Março de 2017
No Cine-Teatro Louletano a 31 de Março de 2017


HANNAH
 Fui ver a iguana.
SHANNON Foi? E o que achou?
Tennessee Williams, A Noite da Iguana
 
Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro. E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.

Fotografia © Jorge Gonçalves


O DOIDO E A MORTE de Raúl Brandão Com Américo SilvaJoão MeirelesVânia RodriguesTiago Matias Direcção João Meireles

Na Antena 2, Teatro Sem Fios, 27 de Março às 21h00

O Doido e a Morte conta a história da explosiva ameaça de morte que o Sr. Milhões leva dentro de uma caixa até ao gabinete do Governador Civil, Baltasar Moscoso. Refém de um doido, Baltasar verá as suas fraquezas expostas, sendo forçado a concordar com a crítica que o Sr. Milhões dirige a uma sociedade injusta.

Fotografia © Jorge Gonçalves


segunda-feira, 13 de março de 2017

E para a semana começa a BoCA no Teatro da Politécnica. Recebemos TAU TAU dos Von Calhau! e a exposição TOLEDO de Tânia Carvalho. E estamos quase a chegar a Torres Novas com JARDIM ZOOLÓGICO DE VIDRO de Tennessee Williams, mas antes disso A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams estará em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite.




BoCA - Biennial of Contemporary Arts
TAU TAU dos Von Calhau! Composição Von Calhau! Interpretação intérpretes a designar Produção BoCA Residência artística O Espaço do Tempo
No Teatro da Politécnica a 17 e 18 de Março
6ª às 19h00 e Sáb. às 21h00
RESERVAS | 96 196 02 81 | 21 391 67 50 (dias úteis das 10h00 às 18h00)
Toncerto para palco dividido em duas partes activadas separadamente por dois pares de intérpretes em esquema on-off não-sincronizado.





BoCA - Biennial of Contemporary Arts 
TOLEDO de Tânia Carvalho

No Teatro da Politécnica de 17 de Março a 1 de Abril
3ª a 6ª das 17h00 | Sáb. das 15h00 até ao final do espectáculo

TOLEDO é uma exposição de desenhos da autoria de Tânia Carvalho, uma extensão do seu trabalho coreográfico pela representação de lugares da imaginação impossíveis de concretizar com bailarinos.
Fotografia © Rui Palma





JARDIM ZOOLÓGICO DE VIDRO de Tennessee Williams Tradução José Miguel Silva Com Isabel Munoz CardosoJoão Pedro MamedeGuilherme Gomes e Vânia Rodrigues Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Encenação Jorge Silva Melo M14Em Torres Novas, no Teatro Virgínia a 8 de Abril às 21h30
RESERVAS | 249 839 309


TOM Hoje em dia o mundo é atravessado por relâmpagos que o iluminam! Apaga as velas, Laura - e adeus...

Tennessee Williams
, Jardim Zoológico de Vidro

Derrotados, sim, abandonados, sem hipótese, deixados para trás, com a electricidade cortada e contas por pagar, vencidos: mas estes são os invencíveis, esses sonhadores que Tennessee Williams cantou.
Jorge Silva Melo
Fotografias © Jorge Gonçalves






A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Vídeo João Cachulo Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ


Em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite de 25 e 26 de Março de 2017
No Cine-Teatro Louletano a 31 de Março de 2017


HANNAH
 Fui ver a iguana.
SHANNON Foi? E o que achou?
Tennessee Williams, A Noite da Iguana
 
Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro. E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.
Fotografia © Jorge Gonçalves


terça-feira, 7 de março de 2017

SOFIA AREAL: um gabinete anti-dor | um filme de Jorge Silva Melo | RTP2, 4ª 8 de Março, 23h35



SOFIA AREAL: Um Gabinete Anti-dor de Jorge Silva Melo Imagem José Luís Carvalhosa Assistente de Imagem Paulo Menezes Som Armanda Carvalho Montagem Vítor Alves e Miguel Aguiar Realização Jorge Silva Melo Uma Produção Artistas Unidos/RTP (2016)

Na RTP2, 4ª 8 de Novembro, 23h35
Sofia Areal, pintora, é um caso singularíssimo nas artes portuguesas. A sua pintura é expansiva, aberta, solar, vital, afirmativa (chamou mesmo “Sim!” à sua primeira antológica), ela não recua perante noções como “o belo” ou “a alegria”. “É uma promessa de felicidade?”, perguntei-lhe num dia de filmagens. “Ou é mesmo a felicidade.”, respondeu.

Com SOFIA AREAL: um gabinete anti-dor que concluímos em 2016 filmámos a artista em várias ocasiões a partir de 2011, ao sabor de vários encontros e dos trabalhos que iamos fazendo. Não se trata de um documentário retrospectivo, mas sim um filme que está ao seu lado, a seguir o seu fazer, as suas dúvidas, certezas, conquistas. Aquilo que me interessou foi ver a Sofia Areal pensar pintando, pintar pensando. Pois nela, “o que em mim pensa está pintando”, é o seu oficio, o dessa mão que todos os dias faz a alegria.
E a Sofia Areal continua a pintar. E eu preciso tanto da sua pintura afirmativa. Que, como ela diz, “é uma questão de sobrevivência.”

segunda-feira, 6 de março de 2017

Quase a terminar VOCÊS QUE HABITAM O TEMPO de Valère Novarina, no Teatro da Politécnica. Até 11 de Março. E na próxima semana temos TAU TAU dos Von Calhau! e TOLEDO de Tânia Carvalho. É a BoCA - Biennial of Contemporary Arts. Enquanto ensaiamos JARDIM ZOOLÓGICO DE VIDRO de Tennessee Williams que vai em digressão daqui por um mês. Começamos em Torres Novas.


VOCÊS QUE HABITAM O TEMPO de Valère Novarina Tradução Angela Leite Lopes Com Ana Vilela da Costa, Anastasiya Kozubovskaya, Daniel Barros, Daniela Rosado, Laura Morais da Silva e Mariana Gomes Música Paula Leal e Amora Pêra  Cenografia Doris Rollemberg Figurinos Nívea Faso Luz Binho Schaefer Encenação Antonio Guedes

No Teatro da Politécnica de 2 a 11 de Março de 2017
3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Não há propriamente um enredo. A peça procura sugerir uma reflexão sobre a travessia do tempo. A morte está no horizonte, mas isso significa apenas que é preciso não parar de falar porque, retomando a última fala do texto, “se a gente pára de falar, a luz pára e desfalece (E o teatro apaga-se.)”

Fotografia © Alexandre Vaz



BoCA - Biennial of Contemporary Arts
TAU TAU dos Von Calhau! Composição Von Calhau! Interpretação intérpretes a designar Produção BoCA Residência artística O Espaço do Tempo
No Teatro da Politécnica a 17 e 18 de Março
6ª às 19h00 e Sáb. às 21h00
RESERVAS | 96 196 02 81 | 21 391 67 50 (dias úteis das 10h00 às 18h00)
Toncerto para palco dividido em duas partes activadas separadamente por dois pares de intérpretes em esquema on-off não-sincronizado.



BoCA - Biennial of Contemporary Arts
TOLEDO de Tânia Carvalho

No Teatro da Politécnica de 17 de Março a 1 de Abril
3ª a 6ª das 17h00 | Sáb. das 15h00 até ao final do espectáculo

TOLEDO é uma exposição de desenhos da autoria de Tânia Carvalho, uma extensão do seu trabalho coreográfico pela representação de lugares da imaginação impossíveis de concretizar com bailarinos.

Fotografia © Rui Palma



JARDIM ZOOLÓGICO DE VIDRO de Tennessee Williams Tradução José Miguel Silva Com Isabel Muñoz Cardoso, João Pedro Mamede, Guilherme Gomes e Vânia Rodrigues Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Coordenação Técnica João Chicó Operação Diana Santos Produção João Meireles Assistência de Encenação António Simão Encenação Jorge Silva Melo M14

Em Torres Novas, no Teatro Virgínia a 8 de Abril às 21h30
RESERVAS | 249 839 309


TOM Hoje em dia o mundo é atravessado por relâmpagos que o iluminam! Apaga as velas, Laura - e adeus...

Tennessee Williams
, Jardim Zoológico de Vidro

Derrotados, sim, abandonados, sem hipótese, deixados para trás, com a electricidade cortada e contas por pagar, vencidos: mas estes são os invencíveis, esses sonhadores que Tennessee Williams cantou.
Jorge Silva Melo


Fotografia © Jorge Gonçalves




segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

No Teatro Aveirense, no sábado 4 de Março, apresentamos A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams. E no Teatro da Politécnica recebemos VOCÊS QUE HABITAM O TEMPO de Valère Novarina. E está prestes a começar a BoCA - Biennial of Contemporary Arts.




A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Vídeo João Cachulo Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ

No Teatro Aveirense a 4 de Março de 2017
Em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite de 25 e 26 de Março de 2017
No Cine-Teatro Louletano a 31 de Março de 2017


HANNAH
 Fui ver a iguana.
SHANNON Foi? E o que achou?
Tennessee Williams, A Noite da Iguana
 
Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro. E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.

Fotografia © Jorge Gonçalves


VOCÊS QUE HABITAM O TEMPO de Valère Novarina Tradução Angela Leite Lopes Com Ana Vilela da Costa, Anastasiya Kozubovskaya, Daniel Barros, Daniela Rosado, Laura Morais da Silva e Mariana Gomes Música Paula Leal e Amora Pêra  Cenografia Doris Rollemberg Figurinos Nívea Faso Luz Binho Schaefer Encenação Antonio Guedes

No Teatro da Politécnica de 2 a 11 de Março de 2017
3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Não há propriamente um enredo. A peça procura sugerir uma reflexão sobre a travessia do tempo. A morte está no horizonte, mas isso significa apenas que é preciso não parar de falar porque, retomando a última fala do texto, “se a gente pára de falar, a luz pára e desfalece (E o teatro apaga-se.)”

Fotografia © Alexandre Vaz



BoCA - Biennial of Contemporary Arts
TAU TAU dos Von Calhau! Composição Von Calhau! Interpretação intérpretes a designar Produção BoCA Residência artística O Espaço do Tempo

No Teatro da Politécnica a 17 e 18 de Março
6ª às 19h00 e Sáb. às 21h00
RESERVAS | 96 196 02 81 | 21 391 67 50 (dias úteis das 10h00 às 18h00)
Toncerto para palco dividido em duas partes activadas separadamente por dois pares de intérpretes em esquema on-off não-sincronizado.


TOLEDO de Tânia Carvalho

No Teatro da Politécnica de 17 de Março a 1 de Abril
3ª a 6ª das 17h00 | Sáb. das 15h00 até ao final do espectáculo

TOLEDO é uma exposição de desenhos da autoria de Tânia Carvalho, uma extensão do seu trabalho coreográfico pela representação de lugares da imaginação impossíveis de concretizar com bailarinos.


MEETING  de  Anthony Hamilton & Alisdair Macindoe Coreografia, direcção, performer Antony Hamilton Desenho e construção de instrumentos, compositor, performer Alisdair Macindoe Luz Bosco Shaw Figurinos Paula Levis Produção Freya Waterson Apoio Australian Council for the Arts


No Teatro da Politécnica de 6 de Abril às 21h00, 7 e 8 de Abril às 19h00
RESERVAS | 96 196 02 81 | 21 391 67 50 (dias úteis das 10h00 às 18h00)
MEETING revela o fascínio da articulação do corpo e da mente em movimento. Um estudo coreográfico reduzido ao essencial, combinando a coreografia compulsiva de Antony Hamilton com a experiência obsessiva de Alisdair Macindoe na criação de máquinas. Os dois performers partilham o espaço com 64 instrumentos robóticos de percussão: num círculo, Anthony Hamilton e Alisdair Macindoe realizam movimentos sincronizados, simétricos, movimentos minimais e coordenados. MEETING utiliza o corpo, o espaço e os robôs na criação de uma instalação sonora coreográfica dinâmica e fascinante, apresentando pela primeira vez em Portugal o trabalho de dois dos artistas australianos mais interessantes da actualidade.