segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Última semana de A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams no TNSJ, só até Domingo 26 de Fevereiro. Seguimos para o Teatro Aveirense onde estaremos no Sábado 4 de Março. No Teatro da Politécnica é também a última semana de A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd, em cena até Sábado 25 de Fevereiro. E recebemos VOCÊS QUE HABITAM O TEMPO de Valère Novarina, com estreia a 2 de Março.



A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Vídeo João Cachulo Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ

No Teatro Nacional de São João de 9 a 26 de Fevereiro de 2017
No Teatro Aveirense a 4 de Março de 2017
Em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite de 25 e 26 de Março de 2017
No Cine-Teatro Louletano a 31 de Março de 2017


HANNAH
 Fui ver a iguana.
SHANNON Foi? E o que achou?
Tennessee Williams, A Noite da Iguana
 
Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro. E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.

Fotografia © Jorge Gonçalves


A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd Tradução Alexandra Moreira da Silva e Guillermo Heras Com Andreia BentoAntónio SimãoDavid Esteves, Guilherme Gomes e Rita Cabaço e as vozes de Isabel Muñoz CardosoJoão MeirelesJoão Pedro MamedePedro Carraca Vânia Rodrigues  Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires  Coordenação Técnica João Chicó Operação Diana Santos Construções Thomas Kahrel Assistência de Encenação Maria Jorge Encenação João Pedro Mamede M16

No Teatro da Politécnica de 11 de Janeiro a 25 de Fevereiro
3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Reservas | 961 960 281 | 213 916 750 (dias úteis das 10h00 às 18h00)

RICHARD Vamos pôr as coisas noutros termos. O valor desta pintura reside fundamentalmente no facto de pouco restar daquilo que ela foi. É como o ouro, como o petróleo, como os recursos naturais: o preço aumenta em função do seu lento – mas persistente – desaparecimento.

Rafael Spregelburd, A Estupidez

O segredo do universo está prestes a ser revelado. Eis a peça-catástrofe de Rafael Spregelburd para um tempo estúpido, em que ninguém se ouve. Pode a razão adaptar-se? Ou devemos conservá-la pura, como a própria catástrofe? Para lá do que é visível (a deficiência de Ivy permanecerá um mistério) existe nesta farsa um princípio de organização e sustentação do real que é extra-humano, uma vez que a vertigem e a velocidade do presente já não são uma coisa que o homem possa controlar. Bem-vindos a Las Vegas.

Fotografia © Jorge Gonçalves



VOCÊS QUE HABITAM O TEMPO de Valère Novarina Tradução Angela Leite Lopes Com Ana Vilela da Costa, Anastasiya Kozubovskaya, Daniel Barros, Daniela Rosado, Laura Morais da Silva e Mariana GomesMúsica Paula Leal e Amora Pêra  Cenografia Doris Rollemberg Figurinos Nívea Faso Luz Binho SchaeferEncenação Antonio Guedes
 
No Teatro da Politécnica de 2 a 11 de Março de 2017
3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00
 
Não há propriamente um enredo. A peça procura sugerir uma reflexão sobre a travessia do tempo. A morte está no horizonte, mas isso significa apenas que é preciso não parar de falar porque, retomando a última fala do texto, “se a gente pára de falar, a luz pára e desfalece (E o teatro apaga-se.)”

Fotografia © Alexandre Vaz


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Hoje, na Biblioteca da Imprensa Nacional, pelas 18h30, retomamos A VOZ DOS POETAS. Luís Lucas e Jorge Silva Melo lerão Afonso Duarte. E até 26 de Fevereiro temos A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams no TNSJ. E são as últimas semanas de A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd. No Teatro da Politécnica até 25 de Fevereiro.


A VOZ DOS POETAS

INCM/AU

Leitura de poesias de Afonso Duarte
por Luís Lucas e Jorge Silva Melo

Biblioteca da Imprensa Nacional
2ª, 13 de Janeiro
18h30



A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Vídeo João Cachulo Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ
 
No Teatro Nacional de São João de 9 a 26 de Fevereiro de 2017
No Teatro Aveirense a 4 de Março de 2017
Em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite de 25 e 26 de Março de 2017
No Cine-Teatro Louletano a 31 de Março de 2017

HANNAH
 Fui ver a iguana.
SHANNON Foi? E o que achou?
Tennessee Williams, A Noite da Iguana
 
Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro. E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.
 
Fotografia © Jorge Gonçalves


A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd Tradução Alexandra Moreira da Silva e Guillermo Heras Com Andreia BentoAntónio SimãoDavid Esteves, Guilherme Gomes e Rita Cabaço e as vozes de Isabel Muñoz CardosoJoão MeirelesJoão Pedro MamedePedro Carraca Vânia Rodrigues  Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires  Coordenação Técnica João Chicó Operação Diana Santos Construções Thomas Kahrel Assistência de Encenação Maria Jorge Encenação João Pedro Mamede M16
No Teatro da Politécnica de 11 de Janeiro a 25 de Fevereiro
3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Reservas | 961 960 281 | 213 916 750 (dias úteis das 10h00 às 18h00)

RICHARD Vamos pôr as coisas noutros termos. O valor desta pintura reside fundamentalmente no facto de pouco restar daquilo que ela foi. É como o ouro, como o petróleo, como os recursos naturais: o preço aumenta em função do seu lento – mas persistente – desaparecimento.

Rafael Spregelburd, A Estupidez

O segredo do universo está prestes a ser revelado. Eis a peça-catástrofe de Rafael Spregelburd para um tempo estúpido, em que ninguém se ouve. Pode a razão adaptar-se? Ou devemos conservá-la pura, como a própria catástrofe? Para lá do que é visível (a deficiência de Ivy permanecerá um mistério) existe nesta farsa um princípio de organização e sustentação do real que é extra-humano, uma vez que a vertigem e a velocidade do presente já não são uma coisa que o homem possa controlar. Bem-vindos a Las Vegas.

Fotografia © Jorge Gonçalves



segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

A partir de quinta 9, estaremos no Porto. Sim, no São João, com A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams. Mas no Teatro da Politécnica e até ao fim de Fevereiro, continua A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd. E voltamos à bela biblioteca da Imprensa Nacional na 2a, 13, pelas 18.30. Luís Lucas e Jorge Silva Melo lerão Afonso Duarte.



A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Vídeo João Cachulo Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ

No Teatro Nacional de São João de 9 a 26 de Fevereiro de 2017
No Teatro Aveirense a 4 de Março de 2017
Em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite de 25 a 27 de Março de 2017
No Cine-Teatro Louletano a 31 de Março de 2017HANNAH Fui ver a iguana.
SHANNON Foi? E o que achou?
Tennessee Williams, A Noite da Iguana

Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro. E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.

Fotografia © Jorge Gonçalves


A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd Tradução Alexandra Moreira da Silva e Guillermo Heras Com Andreia BentoAntónio SimãoDavid Esteves, Guilherme Gomes e Rita Cabaço e as vozes de Isabel Muñoz CardosoJoão MeirelesJoão Pedro MamedePedro Carraca Vânia Rodrigues  Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires  Coordenação Técnica João Chicó Operação Diana Santos Construções Thomas Kahrel Assistência de Encenação Maria Jorge Encenação João Pedro Mamede M16

No Teatro da Politécnica de 11 de Janeiro a 25 de Fevereiro3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Reservas | 961 960 281 | 213 916 750 (dias úteis das 10h00 às 18h00)

RICHARD Vamos pôr as coisas noutros termos. O valor desta pintura reside fundamentalmente no facto de pouco restar daquilo que ela foi. É como o ouro, como o petróleo, como os recursos naturais: o preço aumenta em função do seu lento – mas persistente – desaparecimento.

Rafael Spregelburd, A Estupidez
O segredo do universo está prestes a ser revelado. Eis a peça-catástrofe de Rafael Spregelburd para um tempo estúpido, em que ninguém se ouve. Pode a razão adaptar-se? Ou devemos conservá-la pura, como a própria catástrofe? Para lá do que é visível (a deficiência de Ivy permanecerá um mistério) existe nesta farsa um princípio de organização e sustentação do real que é extra-humano, uma vez que a vertigem e a velocidade do presente já não são uma coisa que o homem possa controlar. Bem-vindos a Las Vegas.

Fotografia © Jorge Gonçalves


A VOZ DOS POETAS

INCM/AU

Leitura de poesias de Afonso Duarte
por Luís Lucas e Jorge Silva Melo

Biblioteca da Imprensa Nacional
2ª, 13 de Janeiro
18h30



segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Entramos nos últimos dias de A NOITE NA IGUANA de Tennessee Williams. A carreira no São Luiz termina no domingo, 5. Logo a seguir, estaremos no Porto, no São João a partir de 9. Mas no Teatro da Politécnica continua A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd.


A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Vídeo João Cachulo Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ

No São Luiz Teatro Municipal de 18 de Janeiro a 5 de Fevereiro de 2017
No Teatro Nacional de São João de 9 a 26 de Fevereiro de 2017
No Teatro Aveirense a 4 de Março de 2017
Em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite de 25 a 27 de Março de 2017
No Cine-Teatro Louletano a 31 de Março de 2017HANNAH Fui ver a iguana.
SHANNON Foi? E o que achou?
Tennessee Williams, A Noite da Iguana

Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro. E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.

Fotografia © Jorge Gonçalves


A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd Tradução Alexandra Moreira da Silva e Guillermo Heras Com Andreia BentoAntónio SimãoDavid Esteves, Guilherme Gomes e Rita Cabaço e as vozes de Isabel Muñoz CardosoJoão MeirelesJoão Pedro MamedePedro Carraca Vânia Rodrigues  Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires  Coordenação Técnica João Chicó Operação Diana Santos Construções Thomas Kahrel Assistência de Encenação Maria Jorge Encenação João Pedro Mamede M16

No Teatro da Politécnica de 11 de Janeiro a 25 de Fevereiro3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00Reservas | 961 960 281 | 213 916 750 (dias úteis das 10h00 às 18h00)

RICHARD Vamos pôr as coisas noutros termos. O valor desta pintura reside fundamentalmente no facto de pouco restar daquilo que ela foi. É como o ouro, como o petróleo, como os recursos naturais: o preço aumenta em função do seu lento – mas persistente – desaparecimento.

Rafael Spregelburd, A Estupidez
O segredo do universo está prestes a ser revelado. Eis a peça-catástrofe de Rafael Spregelburd para um tempo estúpido, em que ninguém se ouve. Pode a razão adaptar-se? Ou devemos conservá-la pura, como a própria catástrofe? Para lá do que é visível (a deficiência de Ivy permanecerá um mistério) existe nesta farsa um princípio de organização e sustentação do real que é extra-humano, uma vez que a vertigem e a velocidade do presente já não são uma coisa que o homem possa controlar. Bem-vindos a Las Vegas.

Fotografia © Jorge Gonçalves

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Esta semana prossegue no São Luiz, A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams. E no Teatro da Politécnica A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd.


A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ
 
 
No São Luiz Teatro Municipal de 18 de Janeiro a 5 de Fevereiro de 2017


No Teatro Nacional de São João de 9 a 26 de Fevereiro de 2017



HANNAH Fui ver a iguana.
  

SHANNON Foi? E o que achou?

Tennessee Williams, A Noite da Iguana



Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro.


E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.


Fotografia © Jorge Gonçalves

A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd Tradução Alexandra Moreira da Silva e Guillermo Heras Com Andreia BentoAntónio SimãoDavid Esteves, Guilherme Gomes e Rita Cabaço e as vozes de Isabel Muñoz CardosoJoão MeirelesJoão Pedro MamedePedro Carraca Vânia Rodrigues  Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires  Coordenação Técnica João Chicó Operação Diana Santos Construções Thomas Kahrel Assistência de Encenação Maria Jorge Encenação João Pedro Mamede M16
 
 
No Teatro da Politécnica de 11 de Janeiro a 25 de Fevereiro


3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00
  

Reservas | 961 960 281 | 213 916 750 (dias úteis das 10h00 às 18h00)
RICHARD Vamos pôr as coisas noutros termos. O valor desta pintura reside fundamentalmente no facto de pouco restar daquilo que ela foi. É como o ouro, como o petróleo, como os recursos naturais: o preço aumenta em função do seu lento – mas persistente – desaparecimento.
Rafael Spregelburd, A Estupidez
O segredo do universo está prestes a ser revelado.
Eis a peça-catástrofe de Rafael Spregelburd para um tempo estúpido, em que ninguém se ouve. Pode a razão adaptar-se? Ou devemos conservá-la pura, como a própria catástrofe?
Para lá do que é visível (a deficiência de Ivy permanecerá um mistério) existe nesta farsa um princípio de organização e sustentação do real que é extra-humano, uma vez que a vertigem e a velocidade do presente já não são uma coisa que o homem possa controlar. Bem-vindos a Las Vegas.
Fotografia © Jorge Gonçalves

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

E é já esta semana que estreamos A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams, no S. Luiz Teatro Municipal. E no Teatro da Politécnica temos A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd. Na 2ª 23 de Janeiro Lia Gama e Jorge Silva Melo lêem Vitorino Nemésio, às 18h30 na INCM, é A VOZ DOS POETAS.


A NOITE DA IGUANA de Tennessee Williams Tradução Dulce Fernandes Com Nuno LopesMaria João LuísIsabel Muñoz CardosoJoana BárciaPedro CarracaTiago MatiasJoão MeirelesVânia RodriguesPedro Gabriel MarquesCatarina WallensteinAmérico SilvaJoão DelgadoBruno XavierAna Amaral Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Coordenação Técnica João Cachulo Produção João Meireles Assistência de Encenação Nuno Gonçalo Rodrigues e Bernardo Alves Encenação Jorge Silva Melo Uma produção Artistas Unidos/SLTM/TNSJ

No São Luiz Teatro Municipal de 18 de Janeiro a 5 de Fevereiro de 2017

No Teatro Nacional de São João de 9 a 26 de Fevereiro de 2017


HANNAH Fui ver a iguana.
SHANNON Foi? E o que achou?



Tennessee Williams, A Noite da Iguana


Uma modesta pensão junto ao mar, na costa do Pacífico. Um ex-pastor no limiar de um colapso nervoso. Uma viúva, Maxine, é quem se ocupa do hotel. E surge uma pintora amadora que tenta vender os seus quadros, enquanto passeia o seu avô moribundo de hotel em hotel, sem dinheiro.

E uma iguana presa que se vai soltar naquela noite.


Fotografia © Jorge Gonçalves




A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd Tradução Alexandra Moreira da Silva e Guillermo Heras Com Andreia BentoAntónio SimãoDavid Esteves, Guilherme Gomes e Rita Cabaço e as vozes de Isabel Muñoz CardosoJoão MeirelesJoão Pedro MamedePedro Carraca Vânia Rodrigues  Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires  Coordenação Técnica João Chicó Operação Diana Santos Construções Thomas Kahrel Assistência de Encenação Maria Jorge Encenação João Pedro Mamede M16

No Teatro da Politécnica de 11 de Janeiro a 25 de Fevereiro

3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00
Reservas | 961 960 281 | 213 916 750 (dias úteis das 10h00 às 18h00)

RICHARD Vamos pôr as coisas noutros termos. O valor desta pintura reside fundamentalmente no facto de pouco restar daquilo que ela foi. É como o ouro, como o petróleo, como os recursos naturais: o preço aumenta em função do seu lento – mas persistente – desaparecimento.
Rafael Spregelburd, A Estupidez

O segredo do universo está prestes a ser revelado.
Eis a peça-catástrofe de Rafael Spregelburd para um tempo estúpido, em que ninguém se ouve. Pode a razão adaptar-se? Ou devemos conservá-la pura, como a própria catástrofe?
Para lá do que é visível (a deficiência de Ivy permanecerá um mistério) existe nesta farsa um princípio de organização e sustentação do real que é extra-humano, uma vez que a vertigem e a velocidade do presente já não são uma coisa que o homem possa controlar. Bem-vindos a Las Vegas.

Fotografia © Jorge Gonçalves


A VOZ DOS POETAS
INCM/AU

Leitura de poesias de Vitorino Nemésio
por Lia Gama e Jorge Silva Melo

Biblioteca da Imprensa Nacional
2ª, 23 de Janeiro
18h30