segunda-feira, 8 de julho de 2019

Últimos dias de VARIAÇÕES SOBRE O MODELO DE KRAEPELIN de Davide Carnevali. No Teatro da Politécnica até sábado 13 de Julho. Também até 13 de Julho, na Sala das Janelas, pode ver A MULHER QUE VIVEU APENAS UMA VEZ de Margarida Correia. E de 11 a 17 de Julho, no Cinema Ideal, sempre às 19h30, teremos a exibição de três dos nossos filmes sobre artistas e lançamento dos DVDs. E preparamos a temporada 2019/20. A 11 de Setembro reabrimos o Teatro da Politécnica com EMÍLIA de Claudio Tolcachir.


VARIAÇÕES SOBRE O MODELO DE KRAEPELIN de Davide Carnevali Tradução Tereza Bento Dramaturgia Maria João Rocha Afonso Com João Pedro Mamede, João Vicente e Vicente Wallenstein Realização Manuel Pureza Música Original Pedro Leitão Cenografia Palco13 Figurinos David Ferreira Assistência de Encenação André Leitão Luz e Encenação Gonçalo Carvalho Co-produção Artistas Unidos / Palco13 Apoio IIC – Istituto Italiano di Cultura – Lisbona, Fundação GDA  M16

No Teatro da Politécnica de 26 de Junho a 13 de Julho
3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Quem sou eu? Eu sou o que as palavras dizem de mim. Eu sou a memória do que eu fui. Mas quem sou eu se não tenho palavras que me definam? Se não consigo falar de mim?

Eu sou as infinitas variações do que poderia ser. Perco-me em momentos que não sei se me pertencem ou se os vi algures num álbum de fotografias velho. E entre os fragmentos da minha história, imagens sem nome são embrulhadas, entrelaçadas, baralhadas e agora sou apenas eu. Não sei o que vivi e muito menos se o vivi, ou se me apoderei de histórias de outros. Variações Sobre o Modelo de Kraepelin é um texto sobre um homem que sofre de demência. Um homem que perde a memória, que esquece o fluxo dos anos, o nome das coisas e a sua funcionalidade. Ele perde as palavras e preenche os vazios como pode, através do fio ténue da sua imaginação.

Fotografia © Alfredo Matos



A MULHER QUE VIVEU APENAS UMA VEZ de Margarida Correia Com Anabela Ribeiro, Bárbara Bruno, Carolina Dominguez, Margarida Correia, Mário Coelho, Pedro Baptista, Rui Raposo, Teresa Machado Registo Fotográfico Francisco Carvalho e Vitorino Coragem Encenação Margarida Correia A Classificar pela CCE
No Teatro da Politécnica de 4 a 13 de Julho
5ª 4 e 6ª 5 às 21h; Sáb. 6 às 18h
5ª 11 e 6ª 12 às 19h; Sáb. 13 às 18h
10 de Maio de 1977, 78, 79, 77, Joan Crawford morre.
“Começo a perceber certas coisas”.
10 de Março, Março, Maio de 1977, Joan Crawford expira.
10 de Maio de 1977, “Que Deus abençoe a sua alma”.

Fotografia de Vitorino Coragem


UMA SEMANA COM JORGE SILVA MELO E 3 ARTISTAS
Fernando Lemos, Sofia Areal e José de Guimarães são os três artistas de três filmes de Jorge Silva Melo, agora editados em DVD.
Estas três edições vêm juntar-se a outros oito filmes de Jorge Silva Melo sobre artistas que a Midas já anteriormente editou: com Álvaro Lapa, Ana Vieira, Ângelo de Sousa, António Sena, Bartolomeu Cid dos Santos, Joaquim Bravo, Nikias Skapinakis, a cooperativa Gravura. Há uma década afastado da ficção (a curta a Felicidade é de 2008, a longa António, um Rapaz de Lisboa é de 2002), Jorge Silva Melo tem continuado a trabalhar no cinema com estes documentários sobre artistas.  Que vamos também poder ver no Cinema Ideal.

No Cinema Ideal de 11 a 17 de Julho às 19:30
Entrada Livre

Programa:
5ª 11, 6ª 12, Sáb. 13 de Julho
 FERNANDO LEMOS – Como, não é Retrato? de Jorge Silva Melo
Dom. 14 e 2ª 15 de Julho - SOFIA AREAL: Um Gabinete Anti-Dor de Jorge Silva Melo
3ª 16 e 4ª 17 de Julho - A ÁFRICA de JOSÉ DE GUIMARÃES de Jorge Silva Melo e Miguel Aguiar

SESSÕES ESPECIAIS
Sábado 13, MARIA FILOMENA MOLDER apresenta a sessão (Fernando Lemos)
Segunda, 15, PEDRO CASTELLO LOPES apresenta a sessão (Sofia Areal)
com a presença de Jorge Silva Melo

(os DVDs têm preço único de €7,5 mas durante esta semana no cinema Ideal serão vendidos a €5,)






Sem comentários:

Publicar um comentário