terça-feira, 27 de março de 2018

Hoje, Dia Mundial do Teatro, é dia de entrada livre para O TEATRO DA AMANTE INGLESA de Marguerite Duras no Teatro da Politécnica às 19h. E na sala ao lado, DESENHOS COM COR de Daniel Fernandes. Na Antena 2, AS SOBRINHAS de Jaime Salazar Sampaio.


O TEATRO DA AMANTE INGLESA de Marguerite Duras Tradução Luís Francisco Rebello Com Isabel Muñoz Cardoso, João Meireles e Pedro Carraca Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Encenação Jorge Silva Melo M12
No Teatro da Politécnica de 7 de Março a 14 de Abril3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00
Reservas | 961960281 | 213916750 (dias úteis das 10h00 às 18h00)

DIA MUNDIAL DO TEATRO, 27 de Março
Sessão de entrada livre às 19h00
 (sujeito à lotação da sala)
Abertura da bilheteira: 17h00

Quem foi esta mulher que assassinou a prima e dispersou os pedaços do cadáver pelo viadutos do caminho de ferro? A notícia tocou Marguerite Duras. E o facto de a criminosa nunca ter parado de fazer perguntas sobre o que fizera e porquê. "Quem é esta mulher?" chamou-se a primeira versão feita em Portugal deste texto seco, duro e frio.
O Interrogador Confessou ser a autora da morte da sua prima Marie-Thérèse Bousquet?
Claire É verdade.

Marguerite Duras, O Teatro da Amante Inglesa

Fotografia © Jorge Gonçalves


DESENHOS COM COR de Daniel Fernandes

No Teatro da Politécnica de 7 de Março a 14 de Abril
3ª a 6ª das 17h00 | Sáb. das 15h00 até ao final do espectáculo
APOIO Fundação Calouste Gulbenkian

Daniel Fernandes mostra trabalhos recentes, onde procedimentos exaustivos de sobreposição e rasura fazem deslocar os desenhos para um espaço partilhado com a pintura.



 Na Antena 2, no Teatro Sem Fios a 27 de Março às 19h00

Uma peça em 1 ato de um dos autores portugueses mais ativos nos anos 60 - 80. O que se esconde atrás da imagem? Que passado irrompe? Que desejos sepultámos? Por baixo de uma pequena burguesia sufocante, que desejo erótico está soterrado? Que sonhos morreram até tudo ficar com poeira. Um teatro surpreendente, surreal, inquietante, desassossegado.

Fotografia © Jorge Gonçalves



Sem comentários:

Publicar um comentário